CNPJ irregular? Você conhece as Consequências?

CNPJ irregular? Você conhece as principais consequências disso? Começo de ano, todo mundo fazendo muitas promessas e tomando novos rumos, e a sua empresa está como? 

Está com tudo em dia ou vai precisar de novas energias para 2021?  Não estamos falando somente de novos mercados, investir em marketing e inovação – o que é do trabalho do empreendedor todos os dias.

Estamos aqui falando também daqueles atrasados que você está empurrando com a barriga, dos impostos que ficaram para trás ou que nem foram declarados, das 

Correções em documentação que você não fez: isso mesmo, uma verdadeira faxina contábil! 

CNPJ irregular, O que significa?

A situação correta para o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) da sua empresa, se estiver atuando, é a ATIVA.

Quando você consulta o CNPJ na Receita Federal, e emite o Comprovante de Inscrição e Situação Cadastral, um dos campos informados é justamente a Situação Cadastral. 

Há diversas situações possíveis, conforme as normas da Receita Federal – a empresa pode estar BAIXADA, SUSPENSA, NULA, entre outros. 

Estar com o CNPJ irregular quer dizer, então, não estar com a situação cadastral ATIVA estas outras informações todas querem dizer que sua empresa tem alguma coisa a fazer para voltar a ter permissão para seu funcionamento normal. 

Várias situações podem levar seu CNPJ a ficar irregular, especialmente deixar de pagar impostos ou não fazer as devidas entregas de documentos obrigatórios para controle da Receita Federal – isto pode ser considerado crime tributário.

É bom lembrar que somente o MEI (Microempreendedor Individual) está dispensado de ter um contador que lhe acompanhe, e que todos os os outros tipos de 

empresas terão esse auxílio justamente para manter o negócio em dia e funcionando conforme a legislação vigente.

Consequências de estar com o CNPJ irregular. 

Estar com o CNPJ irregular leva você a diversos problemas que impedem as práticas mais cotidianas da empresa.

Por exemplo, somente as empresas ativas podem emitir notas fiscais ou movimentar conta bancária da Pessoa Jurídica. 

Em um paralelo com os empreendedores informais, em cada passo que uma empresa dá sem CNPJ regular há uma dificuldade maior.

Seus fornecedores que atendem Pessoa Jurídica, não lhe atenderão mais; você não poderá colocar o nome da empresa em nenhum novo negócio que for fazer, nem mesmo como cliente – porque até para isso o CNPJ funciona. 

É como se a sua empresa deixasse de existir, e normalmente os problemas que levaram o CNPJ a deixar de estar ativo vão se acumulando: as dívidas aumentam, o número de dados a entregar também. 

É comum os empresários entrarem em problemas por tentar burlar os controles da Receita, sonegando impostos.

Não coloque seu esforço neste tipo de ação ilegal, porque os resultados são os piores.

Há outros caminhos, como o da elisão fiscal, mais vantajosos e corretos para seguir.

Quais as vantagens de regularizar uma empresa? 

Manter seu Cadastro correto e ativo traz várias vantagens  – embora ainda se ouça falar que ter empresa é uma dor de cabeça e custa muito caro.

Se você estiver atuando corretamente, na verdade, ter a empresa aberta só vai facilitar a sua vida.

Vamos pensar em 2020, com a Pandemia do Novo Coronavírus: as ações que o Governo Federal promoveu, no sentido de auxiliar os empresários, só foram válidas para aqueles que estavam em dia com a Receita Federal.

Houve permissão especial para redução de jornada de trabalho e salários dos funcionários, por exemplo.

O pagamento dos impostos das empresas do Simples também foram flexibilizados. 

Mesmo pensando fora do circuito de loucura que foi o ano passado, só traz vantagens 

a formalização: você emite suas notas fiscais tranquilo, pode fazer contratos, solicitar empréstimos com taxas menores, até se apresentar para os clientes formalmente.

Como regularizar o CNPJ de uma empresa? 

Para fazer a regularização do CNPJ, basta agendar consulta na Receita Federal, onde você poderá efetivamente saber o que foi que os auditores encontraram nos documentos da sua empresa (ou na falta deles) que levou a alteração da situação cadastral. 

No processo da Receita, ficará indicado o que é necessário ser feito para que a empresa volte a ser ATIVA – são indicados documentos e pagamentos faltantes, e você poderá, junto com seu contador, emitir as devidas guias para pagamento e entregar os papéis devidos, conforme o caso.

As situações cadastrais consideradas irregulares são as seguintes:

SUSPENSA – quando a empresa não cumpriu com as obrigações naquele ano, apresentou problemas nos dados entregues à Receita ou está em investigação  por possível fraude. 

INAPTA – aparece após 2 (dois) anos com as dificuldades da situação SUSPENSA – pois a empresa segue irregular e não apresentou as devidas correções. 

BAIXADA – quando a empresa está extinta, mediante solicitação ou mediante ação da própria Receita – o que pode ocorrer após 5 anos sem apresentar as informações à Receita Federal.

NULA – o que representa um CNPJ inválido, porque há problemas cadastrais em outras instâncias, como duplicata de Inscrição Estadual, por exemplo.

Regularização de empresa inativa

Como vimos, nas informações da Receita Federal não consta como status da situação cadastral a palavra INATIVA.

Isto porque o simples fato de a empresa não estar com movimentação não leva a mesma a ter qualquer problema com o fisco: se a empresa está sem operações

durante um período, mas ela teve seus impostos anteriores e documentos corretamente entregues, ela não terá problemas em voltar à atividade.

A empresa é considerada inativa se não tiver efetuado qualquer atividade financeira, patrimonial, operacional ou não-operacional dentro de todo o ano-calendário.

Mesmo que seu negócio esteja dentro desta norma, ainda é preciso manter contato com os órgãos públicos e entregar documentação para demonstrar a situação.

Se tudo for feito conforme devido, na hora de seguir em frente estará tudo correto – e a empresa seguirá podendo funcionar normalmente.

Caso existam pendências e a situação cadastral do CNPJ seja outra, é preciso consultar as pendências e entregar as documentações, bem como quitar os valores atrasados.

Regularização de empresa sem movimento

Diferente da empresa inativa –  que não fez nenhum tipo de atividade operacional, não operacional, patrimonial ou financeira no ano-calendário – a empresa é

considerada sem movimento quando ficou um ou outro mês sem movimentação financeira.

Cabe ressaltar que esta empresa não poderá fazer a declaração simplificada de empresa inativa, uma vez que não ficou sem nenhum tipo de movimentação por todo o ano calendário.

Se mantiver seus dados com um contador de confiança, os procedimentos para manter o negócio corretamente posicionado serão executados e a empresa seguirá normalmente após o período sem movimentação.

Caso a situação cadastral do CNPJ tenha deixado de ser ATIVA, é necessário marcar agenda na Receita Federal para saber o que foi que ficou faltando.

Entregando as pendências e quitando débitos, o CNPJ ficará regularizado.

Como informar que a empresa está inativa? 

Quando a empresa passou a não funcionar mais, não quer dizer que a empresa esteja inativa.

Não é somente pela ausência de comercialização dos serviços ou a não emissão de notas fiscais que a empresa passa para a inatividade.

Para fins contábeis, considera-se inativa somente aquela que não tenha efetuado atividades operacionais e não operacionais (funcionários, pagamento a

fornecedores), movimentações patrimoniais, movimentações no mercado financeiro ou de capitais durante o ano-calendário.

Para o relacionamento com a Receita Federal, seu negócio passará a ser inativo quando entregar a DCTF (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais)

como inativa, o que poderá ser feito somente a partir do ano-calendário o qual não ocorreu nenhum tipo de movimentação.

Quanto tempo leva para regularizar o CNPJ inapto? 

Conforme comentamos acima, quando o seu CNPJ estiver em algum status diferente do ATIVO, será preciso procurar junto à Receita Federal quais são as pendências a serem regularizadas. 

O tempo maior que você precisará esperar é o que levará para deixar a documentação toda em dia, porque a partir da entrega das questões que foram levantadas, a Receita costuma liberar o seu CNPJ rapidamente.

Como saber se o CNPJ está irregular? 

Para consultar o CNPJ, é possível entrar no site da Receita Federal, no serviço que se chama “Emissão de Comprovante de Inscrição e de Situação Cadastral”. 

Neste documento há o campo “situação cadastral”, e a informação que você deseja que conste para que sua empresa esteja corretamente regularizada é que a situação cadastral está ATIVA.

Todas as outras informações, como INAPTA, BAIXADA ou SUSPENSA, querem dizer que sua empresa está irregular e precisa de ação junto à Receita Federal para que seja liberada.

Como comprovar que empresa não tem faturamento?

A melhor comprovação de que uma empresa não teve faturamento em determinado período é a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF) entregue, informando este dado. 

Se você mantém contrato com uma assessoria contábil, este documento será corretamente entregue, demonstrando a ausência de faturamento.

É importante saber que mesmo sem faturamento em um mês ou período do ano específico, sua empresa ainda tem obrigações contábeis e deve ser mantida, para que o CNPJ continue ativo.

 

CNPJ entenda a importância deste documento

CNPJ: entenda a importância deste documento ao abrir uma empresa

Especialistas explicam como abrir um CNPJ, documento fundamental para empresas. Dentre os documentos exigidos por lei para a abertura de uma empresa

está o CNPJ, sendo este fundamental para a formalização do negócio perante o Estado, bem como para a viabilização legal de diversos processos comerciais.

Por isso, é tão importante entender do que se trata e as suas principais características.

CNPJ: entenda a importância deste

O CNPJ compreende as informações cadastrais das entidades de interesse das administrações tributárias da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. CNPJ: entenda a importância deste

Ou seja, o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, chamado comumente de CNPJ, está para as pessoas jurídicas assim como o CPF está para as pessoas

físicas, representando o documento básico de identificação que toda empresa deve ter antes de iniciar suas respectivas atividades comerciais.

CNPJ entenda a importância deste

“Vale ressaltar que a necessidade de emissão não existe apenas para quem deseja abrir uma empresa, tendo em vista que profissionais autônomos também precisam

de CNPJ para a emissão de notas fiscais dos serviços prestados.

O documento é expedido pela Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB), responsável pela emissão e fiscalização dos cadastros de pessoas físicas e jurídicas brasileiras.

Neste documento constam dados importantes de identificação empresarial, validando sua existência perante a lei e o Estado.

CNPJ entenda a importância deste

Dentre os principais dados contidos, podemos citar:

  • Endereço;
  • Razão Social
  • Atividade Econômica realizada, bem como os serviços prestados;
  • Nome Fantasia;
  • Data de abertura e início de atuação;
  • Dados de contato, como: telefones, e-mails e redes sociais;
  • Natureza Jurídica;
  • Situação Cadastral.

Além disso, vale salientar a sua composição, sendo ela de 14 números totais dispostos no seguinte formato: XX.XXX.XXX/0001-XX, com a famosa

configuração de mil ao contrário, expressão utilizada de forma corriqueira na identificação de um CNPJ.

Benefícios :CNPJ entenda a importância deste

O CNPJ é fundamental para o exercício legal de qualquer empresa, independente do seu porte.

Dentre todos os benefícios existentes em abrir o seu perfil jurídico, podemos citar como principais:

CNPJ entenda a importância deste

  • Possibilita a emissão de notas fiscais, processo fundamental para o seguimento adequado do regime tributário;
  • Garante um maior número de relações comerciais, tendo em vista que boa parte dos fornecedores só negociam com pessoas jurídicas;
  • Permite a consulta de outros CNPJ, facilitando e melhorando as relações com fornecedores e clientes;
  • Dá direito a aposentadoria própria a partir da contribuição para a Previdência Social;
  • Viabiliza o registro e a contratação de funcionários de forma legal e regulamentada;
  • Facilita a solicitação de empréstimos com menor taxa de juros (conhecido por empréstimo PJ) e demais atividades financeiras de grande porte;
  • Viabiliza a formalidade de todas as atividades realizadas;
  • Reduz os riscos de multas e infrações por problemas relacionados a tributos e inadequação de existência;
  • Aumenta a autoridade empresarial e confere vantagem competitiva.

Por fim, tendo em vista os benefícios listados acima é possível reconhecer quão benéfico e fundamental o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas é para quem deseja abrir um negócio.

Por isso, não hesite em formalizar a existência da sua empresa, priorizando sempre a sua adequação legal para não ter dores de cabeça muito maiores do que a criação e manutenção de um CNPJ.

Endereço Fiscal para empresas no DF.

Endereço Fiscal para empresas no DF. Contrate rápido . O que é endereço fiscal ou  escritório virtual? Endereço fiscal. Domicílio fiscal. Escritório virtual/ Coworking.

localizado no setor sudoeste DF

Todos esses termos fazem parte de um mesmo universo, mas a diferença entre eles pode ser confusa para quem está entrando nisso agora.

Neste post você vai descobrir o que é endereço fiscal, bem como entender qual é a diferença entre endereço fiscal e endereço comercial, além de saber quais são suas vantagens e desvantagens.

Endereço fiscal o que é ? Endereço Fiscal para empresas no DF

Endereço fiscal, ou domicílio fiscal, é o local que você aponta na documentação da empresa (registro de MEI, contrato social etc.) como referência para questões

ligadas ao Fisco, de contabilidade, da sua empresa – por exemplo, registro na Junta Comercial, endereço na Receita, entre outros possíveis documentos.

Ele pode ou não ser o endereço de onde sua empresa de fato opera. 

Isso depende das permissões para o estabelecimento de empresas estabelecidas pelas prefeituras e do tipo de empresa que você tem. Por exemplo, se for preciso

manter um estoque ou atender clientes, provavelmente um endereço residencial não será adequado à abertura da sua empresa. Isso nos leva, ainda, a uma pergunta bastante recorrente:

seu endereço virtual em Área nobre de Brasilia setor sudoeste

Qual é a diferença entre endereço fiscal e endereço comercial?

Como vimos, o endereço fiscal é aquele ligado às burocracias, ao estabelecimento jurídico e contábil da sua empresa, para que ela possa funcionar de acordo com o

que é estabelecido pelo Estado. Já o endereço comercial pode ser mais informal, pode ser aquele que vai na sua papelaria – cartão de visitas, cartas comerciais etc. 

E o  que você passa para o cliente quando precisa dar uma referência física à sua empresa.

Como o serviço de endereço fiscal pode envolver muitas questões de governo e varia conforme as regras das diferentes prefeituras dos mais de 4.000 municípios

brasileiros, talvez a oferta de domicílio fiscal ainda seja um tanto restrita entre os coworkings e escritórios virtuais.

Por sua vez, a oferta de serviços de endereço comercial para quem, por exemplo, trabalha em home office e precisa de um local corporativo para apresentar aos clientes é bem mais difundida.

Assim, é possível encontrar espaços de trabalho compartilhados com planos dessa modalidade por preços bem camaradas aqui mesmo no Coworking Brasil.

Vantagens de usar .Endereço Fiscal para empresas no DF

O serviço pode ser bem útil e ter diversos benefícios a depender do seu perfil e do perfil da sua empresa. Vamos ver alguns deles:

  • Não precisa usar o endereço de casa. Nós que trabalhamos em casa já misturamos bastante da vida pessoal com a profissional no dia a dia. 

  • Usar o endereço fiscal é uma forma de não abrir tanto a sua “intimidade” para clientes. Como dito, também nem sempre é possível abrir empresa em casa, então é uma forma de ultrapassar esse problema.

  • Estabilidade de endereço. Se você mora de aluguel ou costuma se mudar com alguma frequência, alterar toda hora a papelada pode ser um pesadelo muito mais caro do que simplesmente pagar a mensalidade do endereço fiscal.

  • Recebimento de correspondência e encomendas. Muitos coworkings e escritórios virtuais que trabalham com o serviço de domicílio fiscal oferecem junto a possibilidade de recebimento de cartas e encomendas. Mais uma comodidade!

  • Economia. Se o caso da sua empresa se encaixar naqueles em que não é possível usar o endereço de casa para registro, contratar o endereço fiscal é bem mais barato do que alugar um ponto comercial no início das suas atividades.

Desvantagens de usar: Endereço Fiscal para empresas no DF

No entanto, como nem tudo são flores, o endereço fiscal também pode ter alguns contratempos. Por isso é bom estar muito bem informado. Vejamos!

  • Empresas que precisam de inscrição estadual podem ter dificuldades. Nem todos os estados permitem que empresas que precisam de inscrição estadual estabeleçam um endereço compartilhado como domicílio fiscal. Onde é permitido geralmente os coworkings ou escritórios virtuais especificam isso na lista de vantagens.

  • Alguns tipos de empresa não podem ter endereço em coworking. Atividades que requerem a instalação de grandes equipamentos e alvarás mais robustos com inspeções in loco não conseguem autorização de registro em escritório, por razões óbvias.

  • Pagamento mensal recorrente. Para quem tem endereço fixo, não pretende se mudar tão cedo e presta apenas serviços sem atendimento ao público, pode ser que o investimento não compense, porque geralmente esse tipo de profissional pode fazer seu registro com o endereço de casa.

Como escolher seu endereço fiscal

Para escolher um bom domicílio fiscal, é importante pesquisar bastante, por exemplo, a estabilidade do escritório que você está contratando, há quantos anos

ele está naquele endereço e, se possível, pedir referências de outras pessoas que também usem o serviço.

Assim você diminui as chances de precisar mudar toda a papelada da sua empresa caso o escritório venha a fechar ou de ter de lidar com outros imprevistos.

Onde contratar um endereço fiscal/escritório virtual na sucesso contabilidade sudoeste. 

clique na imagem e fale direto em  nosso    wats

leia também como abiri empresa nova em brasilia

Por que é importante ter um contador?

Abrir uma nova empresa passo a passo

Abrir uma nova empresa passo a passo sem burocracia. Um passo a passo para abrir uma empresa é tudo o que o empreendedor quer para facilitar sua vida. 

Do planejamento do negócio até o início das operações, são várias etapas e trâmites burocráticos — e muitos não sabem nem por onde começar.

Por isso, preparamos um guia para ajudar você a começar seu negócio o quanto antes e cuidar de toda a formalização.

Quer acompanhar nosso passo a passo para abrir uma empresa ?É só continuar a leitura e anotar cada etapa. 

Como é o passo a passo para abrir uma empresa/Abrir uma nova empresa

 

Ter um passo a passo para abrir uma empresa facilita muito a vida do empreendedor. Afinal, são várias etapas envolvidas no processo, desde o planejamento do negócio 

Abrir uma nova empresa passo a passo sem burocracia.

 

até os trâmites burocráticos para sua formalização. Felizmente, é muito mais fácil abrir uma empresa hoje do que há alguns anos atrás, 

graças à digitalização dos sistemas de registro do governo e integração da Receita Federal com as juntas comerciais do país. 

Quase todas as etapas podem ser concluídas pela internet — com um certificado digital ou no caso do microempreendedor individual (MEI), é possível fazer tudo 100% online.

 

Os principais passos para abrir qualquer empresa são a criação de um plano de negócio, elaboração de um contrato social ou ato constitutivo, registro na junta 

comercial, obtenção de CNPJ e licenciamento. Ao longo do artigo, entenderemos melhor esse processo e aprender a empreender do zero.

Quanto tempo leva para abrir a empresa/Abrir uma nova empresa

Uma dúvida comum dos empreendedores é quanto tempo leva para concluir o passo a passo para abrir empresa.

Com a modernização do governo, o Brasil conseguiu reduzir drasticamente o tempo necessário para abertura de negócios.

De acordo com o Mapa de Empresas do Governo Digital, o tempo médio atual é de apenas 2 dias e 13 horas — considerando que já tivemos uma média de 15 dias no passado. 

Além disso, 45,5% das empresas são abertas em menos de um dia no país. Lembrando que esse é o tempo para registrar o negócio nos órgãos responsáveis e obter o CNPJ, sem contar a fase de planejamento e licenciamento. 

Passo a passo para abrir uma empresa /Abrir uma nova empresa 

Agora vamos ao que interessa: o passo a passo para abrir uma empresa completa e detalhada.

Veja como proceder.

1. Elabore seu plano de negócio

Toda empresa começa com um bom plano de negócio, que é basicamente um documento que descreve como sua empresa irá atuar e gerar valor para os clientes.

Estes são alguns elementos que não podem faltar no planejamento:

  • Descrição dos produtos e serviços da empresa
  • Modelo de negócio utilizado 
  • Definição do setor e ramo de atividade
  • Definição do público-alvo
  • Estudo do mercado 
  • Análise da concorrência
  • Mapeamento de fornecedores
  • Plano operacional
  • Plano financeiro
  • Plano de marketing.

2. Decida se vai empreender sozinho ou com sócios

Abrir uma nova empresa

É muito importante definir se você pretende abrir uma empresa individual ou formar uma sociedade com outros sócios.

A vantagem de ter mais pessoas é contar com outros pontos de vista para apoiar a gestão e ter um aporte financeiro melhor.

Por outro lado, as sociedades podem gerar conflitos e os resultados devem ser distribuídos conforme a participação dos sócios.

3. Contrate um contador/Abrir uma nova empresa

 

Com o plano de negócios pronto, é hora de contratar um contador para auxiliar com os trâmites da formalização da empresa.

Isso será necessário para as próximas etapas, que envolvem documentações e normas específicas. 

4. Defina a natureza jurídica e regime tributário

A natureza jurídica da empresa define como ela é tratada juridicamente, enquanto o regime tributário determina como os impostos serão calculados e cobrados.

São exemplos de naturezas jurídicas o Empresário Individual (EI), Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI), Sociedade Limitada (LTDA) e Sociedade Simples. 

Já os regimes tributários disponíveis são o Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido. 

Abrir uma nova empresa em brasilia

Nesse momento, só o contador pode definir quais enquadramentos são mais vantajosos para o seu negócio. 

5. Elabore o contrato social/Abrir uma nova empresa 

O contrato social é como a certidão de nascimento da empresa, que reúne todas as informações sobre o negócio e marca sua existência jurídica.

Cabe ao contador elaborar o contrato social ou ato constitutivo conforme o tipo societário da empresa. 

6. Registre a empresa na junta comercial

Com o contrato social pronto, o próximo passo é registrá-lo na junta comercial ou cartório da região correspondente.

Essa etapa pode ser feita à distância, caso você contrate um contador para levar a documentação. 

Depois do registro, será preciso solicitar o CNPJ à Receita Federal — em alguns estados, o processo é automático devido à integração de sistemas. 

7. Faça a inscrição estadual ou municipal

Após registrar a empresa, ainda é preciso fazer a inscrição estadual ou municipal, conforme a atividade.

Geralmente, as empresas do comércio devem fazer a inscrição estadual, pois recolhem ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), enquanto as 

empresas de serviços devem fazer a inscrição municipal para recolher o ISS (Imposto Sobre Serviços). 

8. Faça o licenciamento

A Lei da Liberdade Econômica desobriga empresas com atividades de baixo risco de requerer o alvará de funcionamento. 

No entanto, algumas empresas podem precisar do alvará ou de licenças específicas, caso haja riscos ambientais e trabalhistas associados ao ramo de atividade. 

Agora que você conhece o passo a passo para abrir empresa, que tal agilizar o processo com a ajuda de uma contabilidade reconhecida no DF a mais de 20 anos atuando?

Na (sucesso contabilidade, você pode abrir seu negócio com até dois meses para começar a pagar. Com o apoio de contadores experientes que cuidam de todos os trâmites. 

Então, aproveite essa grande oportunidade de abrir empresa com dois meses para pagar.

Por que é importante ter um contador?

Por que é importante ter um contador? Organização financeira melhora resultados . A maioria dos empresários sabe que não existe caminho fácil para o

Porque é importante ter um contador?

sucesso, mas entendem que durante o percurso, se quiserem aumentar sua chance, devem contar com um bom planejamento financeiro e tributário. Não é que seja

impossível você chegar longe sem que esse planejamento aconteça, mas com toda certeza será mais difícil, mais custoso e levará mais tempo, não sendo tão

interessante, visto que se planejando e organizando os resultados serão melhores. É exatamente por isso que as empresas de contabilidade existem, pois, possuem a

finalidade de direcionar o empresário ao melhor cenário possível, de maneira adequada e dentro da lei, minimizando os riscos financeiros e econômicos,

aumentando consideravelmente as possibilidades de êxito. Diante disso, ao decorrer da leitura, daremos alguns motivos para contratar uma assessoria contábil. como por Ex:  A empresa sucesso contabilidade no DF.

Porque é importante ter um contador? PARA SUA EMPRESA

A importância do contador na gestão financeira das empresas(Por que é importante ter um contador na empresa?)

Ninguém é louco de rasgar dinheiro, mas quando você não se organiza, não se estrutura e não busca melhoria em seus processos internos, você acaba perdendo dinheiro atoa, o que convenhamos, também passa longe de ser o ideal.

Um dos motivos para contratar uma assessoria contábil é o suporte organizacional capaz de oferecer um controle mais eficiente de estoque, entradas e saídas, fluxo

de caixa, e consolidação de dados de maneira mais confiáveis, importantíssimos para tomada de decisões referentes ao rumo do negócio.  Por que é importante ter um contador na empresa?qual a função do contador

Além disso, é papel do contador direcionar a empresa para o melhor regime tributário, onde ela fica enquadrada na opção mais vantajosa em relação aos

impostos e obrigações acessórias, evitando multas e sanções que podem culminar no encerramento do seu negócio. Imagina ter um preço competitivo, um trabalho

diferenciado e não conseguir tirar proveito disso, por estar enquadrado de maneira equivocada, portanto é de suma importância uma análise contábil. Outra situação

é exatamente a economia em relação aos custos, visto que manter uma equipe de contabilidade é infinitamente mais

caro do que contratar um serviço especializado, principalmente pelo vínculo e tributos gerados a partir disso.

qual a função do contador na abertura de uma empresa

 

Direcionamento estratégico indicado por alguém que sabe o que está dizendo.

É extremamente comum que no dia a dia surjam dúvidas e questionamentos, que o empresário necessita de auxílio para sanar, sentindo segurança na informação

recebida, pois muita das vezes dados passados de maneira errada se convertem em prejuízo, ou problemas futuros. Uma contabilidade consciente e preocupada com o

cliente, atende as necessidades da melhor maneira possível, e presta um serviço de assessoria capaz de direcionar e compartilhar conhecimento em busca da satisfação total.

descrição de cargo contador

Uma assessoria contábil também é de suma importância no quesito folha de pagamento, onde surgem boas partes das dúvidas do cliente. Assuntos como

férias, décimo terceiro, folha de ponto entre tantos outros bastante corriqueiros, são tratados pela contabilidade que fica responsável por esta tarefa

importantíssima, que se não for realizada da maneira correta, gera sérios problemas e perdas financeiras decorrente de atrasos, trazendo à tona multas e

sanções legais. E falaremos a verdade, é ótimo poder ter com quem contar na hora do problema, ter a possibilidade de ligar ou enviar uma mensagem pelo whats app

e receber respostas seguras e objetivas, ainda mais em se tratando de situações que o equívoco significa custos.

abertura de empresa em brasilia

Um acompanhamento fiscal especializado(Por que é importante ter um contador na empresa?)

A partir do momento que a sua empresa está em funcionamento, existem obrigações e impostos a serem pagos e transmitidos, cujo serviço é realizado por um contador.

Mensal e trimestralmente, dependendo do caso, são geradas guias para pagamentos de impostos e esse cálculo deverá ser realizado de maneira bem

apurada, pois caso não seja efetuado o pagamento e a receita cruze as informações, sua empresa poderá ficar impedida, além de juros e multas se acumularem. Este

acompanhamento é feito ao decorrer do mês para que todas as informações fiquem de acordo com a realidade, e não fique nada para trás.

Outro processo super importante realizado por um escritório contábil é a entrega das declarações obrigatórias de sua empresa, cuja ausência impacta diretamente

em diversas situações, como, por exemplo: empréstimos, licitações, contratações, compras e vendas. Por isso é imprescindível contar com apoio profissional,

diversos motivos para contratar uma assessoria contábil. Por que é importante ter um contador na empresa?

abertura de empresa NO DF

A contabilidade de uma empresa deve ser uma prioridade. Ao abrir um CNPJ devemos entender a importância de contratar um Contador Especializado

Não pense duas vezes e busque um profissional contábil para que a sua trajetória empresarial tenha o suporte necessário. Por que quebrar a cabeça, ter dúvidas e

perder tempo, enquanto você pode focar na sua especialidade? Deixe a parte burocrática para quem tem experiência no assunto. Tenha certeza que o maior

parceiro do seu negócio é um escritório contábil, pois trata de diversos assuntos e posiciona sua empresa no melhor cenário tributário possível, além de solucionar

suas dúvidas, minimizar erros e apontar possibilidades. Gostou dos motivos para contratar uma contabilidade? Saibam que esses são apenas alguns do universo de

possibilidades que a parceria entre contador e empresário proporciona, potencializando de maneira eficiente as vantagens do seu negócio.

ASSESSORIA CONTÁBIL, EM GERAL.

LIGUE E MARQUE UMA REUNIÃO E SAIBA MAIS.

(61) 3344-2915   (61) 99216-7736

CSLW 302  bloco B Lj 17, St. sudoeste – DF  Brasília

 

Abertura de Empresa em Brasilia DF , Alteração, Baixa

Abertura de Empresa em Brasilia DF.  Alteração, Baixa auxiliamos você em todo o processo de abertura de empresa, alteração ou baixa.

abrir empresa em Brasilia df

Está pensando em abrir uma empresa em Brasília? Muitas pessoas sonham ser o próprio chefe e em Brasília isso não poderia ser diferente, mas antes de abrir uma

empresa em Brasília é preciso ficar atento com alguns detalhes, afinal, todo cuidado é pouco para que sua empresa seja um sucesso desde o momento da abertura da empresa.

O primeiro de tudo é planejamento, porque quem planeja, chega mais longe. Para ter sucesso, é importante contar com uma contabilidade especializada em abertura de empresa a, para cuidar de todos os detalhes da abertura da sua empresa.

Nós somos especialistas em abertura de empresa em Brasília, já abrimos centenas de negócios e podemos abrir o seu também, em até 15 dias úteis seu CNPJ estará pronto

para funcionar. clique no botão abaixo tire suas dúvidas com um dos nossos contadores.

Fornecemos um atendimento atencioso e um suporte capaz de dar todas as informações que você venha a necessitar.

Oferecemos tudo isso por meio do digital, sem que precise se locomover ou sair de onde está, dando, assim, a melhor comodidade que você quer e precisa.

Ajudamos com: Abertura de Empresa em Brasilia DF

Tudo isso pode estar ao seu alcance, fale agora conosco e tenha esse serviço de onde estiver.

Microempreendedores individuais (MEI) prazo para regularização

Microempreendedores individuais (MEI) prazo para regularização. Receita adia para 30 de setembro  o prazo de regularização do MEI. Data limite para não entrar na dívida ativa acabaria nesta terça-feira.

Microempreendedores individuais (

Cerca de 1,8 milhão de microempreendedores individuais (MEI) com tributos e obrigações em atraso referentes a 2016 e a anos anteriores ganharam mais um mês

para regularizar a situação. A Receita Federal prorrogou o prazo para 30 de setembro. Caso não quitem os tributos e as obrigações em atraso, ou não parcelados, de 2016

para trás, os MEI serão incluídos na Dívida Ativa da União. A inscrição acarreta cobrança judicial dos débitos e perda de benefícios tributários.

Devido às dificuldades relativas à pandemia, a cobrança não abrangerá os MEI com dívidas recentes. (Microempreendedores individuais (MEI) prazo para regularização)

Somente os débitos de cinco anos para trás serão inscritos em dívida ativa. Débitos de quem aderiu a algum parcelamento neste ano também não passarão para a cobrança

judicial, mesmo em caso de parcelas em atraso ou de desistência da renegociação.Os débitos sob cobrança podem ser consultados no Programa Gerador do DAS para o

MEI. Por meio de certificado digital ou do código de acesso, basta clicar na opção “Consulta Extrato/Pendências” e, em seguida, em “Consulta Pendências no Simei”. O 

Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) para quitar as pendências pode ser gerado tanto pelo site quanto por meio do Aplicativo MEI, disponível para celulares Android ou iOS.

Segundo a Receita Federal, existem 4,3 milhões de microempreendedores inadimplentes, que devem R$ 5,5 bilhões ao governo. Isso equivale a quase um terço

dos 12,4 milhões de MEI registrados no país. No entanto, a inscrição na dívida ativa só vale para dívidas não quitadas superiores a R$ 1 mil, somando principal, multa, juros e

demais encargos. Atualmente, o 1,8 milhão de MEI nessa situação devem R$ 4,5 bilhões.Com um regime simplificado de tributação, os MEI recolhem apenas a

contribuição para a Previdência Social e pagam, dependendo do ramo de atuação, o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) ou o Imposto sobre Serviços (ISS). O ICMS é recolhido aos estados; e o ISS, às prefeituras.

Punições previstas caso o contribuinte ignore esse prazo para pagamento. (Microempreendedores individuais (MEI) prazo para regularização)

Quem passar para a dívida ativa pode ter prejuízos significativos. O microempreendedor pode ser excluído do regime de tributação do Simples Nacional,

com alíquotas mais baixas de imposto e pode enfrentar dificuldades para conseguir financiamentos e empréstimos. A inclusão no cadastro de dívida ativa também aumenta

o valor do débito. Quem tem pendência com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) será cobrado na Justiça e terá de pagar pelo menos 20% a mais sobre o valor do débito para cobrir os gastos da União com o processo.

Microempreendedores individuais MEI

Em relação ao ISS e ao ICMS, caberá aos governos locais incluir o CNPJ do devedor na dívida ativa estadual ou municipal. O MEI terá de pagar multas adicionais sobre o valor devido.

Fonte: Agência Brasil

Microempreendedores individuais (MEI) prazo para regularização.

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Se você precisa de serviço relacionado ao artigo ou necessita de mais informações sobre o assunto, conte conosco, da (sucesso contabilidade.  Nossa especialidade é resolver sua burocracia e cuidar das principais áreas da sua empresa, como as áreas: 

  • Contábil;
  • Fiscal;
  • de Legalização;
  • Tributária;
  • Trabalhista;
  • de Departamento Pessoal.

Entre em contato conosco, utilizando as informações disponibilizadas em nosso ‘website’; caso prefira, você pode utilizar a ferramenta de chat do WhatsApp, ela fica localizada no canto inferior esquerdo.

Estamos esperando por você!

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

 

 

Abertura de empresa no DF

Abertura de empresa no DF .Qual a importância da assessoria de uma contabilidade/contador  nessa fase?

Abertura de empresa no DF sucesso contabiliade

Abrir uma empresa é o sonho de muitos brasileiros. As vantagens em comandar seu próprio negócio são inúmeras, mas as responsabilidades também acabam crescendo. 

Afinal, toda a administração será responsabilidade do proprietário e esse deve estar preparado para essa realidade. 

Entretanto, são poucos os empreendedores com conhecimento prévio sobre o assunto. Para evitar problemas futuros, o ideal é investir em empresas e 

profissionais especializados e uma das questões mais importantes nesse primeiro momento é contar com o auxílio de uma contabilidade na abertura de empresas.

É importante contar com a experiência de um contador. Abertura de empresa no DF

A contabilidade é um dos serviços mais procurados pelos empreendedores. Isso se deve, principalmente, ao fato de que boa parte das pessoas não conhece todas as 

obrigações financeiras que uma empresa demanda. Questões tributárias, trabalhistas, fiscais e regras de sociedade são apenas alguns dos assuntos que devem ser levados em consideração antes e durante a abertura de uma empresa. 

Com uma Contabilidade bem estruturada, o empreendedor poderá garantir que a abertura de sua empresa prospere, pois, todos os seus dados e 

documentação estarão em dias. Ela avalia o que você vai realizar, qual a previsão de faturamento e quais as burocracias existentes que podem influenciar nas decisões do empreendedor.

Abertura de empresa no DF

Antes da abertura empresa DF:

Contar com profissionais especializados antes mesmo da abertura já é essencial para o negócio. Afinal, eles poderão ajudar a contabilizar gastos que muitas vezes não 

são lembrados, como taxas, frete, funcionários, férias e fiscalização. Somente após colocar todos os números

no papel será possível decidir se vale a pena ou não investir na empresa, ou abrir seu próprio negócio.

Durante a abertura 

Depois de todo esse levantamento, contar com a contabilidade na abertura de empresas garante que o empreendedor estará realizando cada passo dentro da legalidade. 

Nesse momento, o contador poderá acompanhar cada procedimento, como o registro da empresa, a definição certa da atividade exercida nela e as legislações tributárias que melhor se enquadram no negócio.

Depois da abertura de empresa no DF

Mas não é só durante o processo de abertura das empresas que uma contabilidade é importante. São diversos os serviços prestados por profissionais especializados nesse setor, como:

  • – Balancetes;
  • – Relatórios;
  • – Apoio na obtenção de documentos;
  • – Plano de pagamento de contas;
  • – Declaração do imposto de renda;
  • – Sanar dúvidas com relação à emissão de notas fiscais, impostos e outros assuntos específicos.

Vantagens (Abertura de empresa no DF)

Um dos principais benefícios ao ter contadores cuidando da empresa é a possibilidade de redução dos impostos, já

que ele regulariza as questões tributárias. Sendo assim, todos os assuntos financeiros estarão organizados. 

E ao ter acesso aos balanços e relatórios, o empreendedor terá dados exatos sobre os lucros e gastos do seu negócio.

Dessa forma, ele poderá tomar decisões com mais segurança, podendo planejar e investir sem medo.

Por isso, é importante que a contratação de uma contabilidade na abertura de empresas e no acompanhamento do negócio seja vista como um investimento e não um gasto extra. 

Afinal, apenas um profissional experiente saberá todos os trâmites fundamentais para cada categoria de empresa. 

Sem falar que ter especialistas cuidando das questões financeiras permite que o empreendedor possa aproveitar todo o seu tempo focando no crescimento do negócio.


Contabilidade como aliada do empresário

A Contabilidade será como um filtro para que as decisões mais complexas que um empreendedor precise tomar ao abrir seu negócio seja feita de forma inteligente.

Um contador ao lado do gestor na hora da abertura do empreendimento ajudará a lidar com o excesso de papelada.

Ele mostrará como funcionam os trâmites em órgãos públicos e como evitar erros em documentação, para não atrapalhar a abertura do negócio.

Com uma Contabilidade ativa, dentro do seu negócio ou terceirizada, o empreendedor pode sempre tirar as dúvidas que apareçam. O contador ajudará a guiar suas decisões por meio do caminho certo.

Por isso, caso você esteja pensando em abrir o seu negócio, dê importância ao trabalho da Contabilidade. Ela é uma das partes importantes para que seu empreendimento cresça e tome forma.

Vamos dar início à abertura de sua empresa?